Instruções de regata padrão para as Provas MicroMagic PT

Ir em baixo

Instruções  de regata padrão para as Provas MicroMagic PT Empty Instruções de regata padrão para as Provas MicroMagic PT

Mensagem por Admin em Dom Out 17 2010, 11:10

O Micromagic PT tem um forte compromisso de se guiar pelas regras, principios e procedimentos Internacionais.

Desta forma foram criadas estas regras de regata padrão com o objectivo de regular adequadamente as provas nacionais.

Estas Instruções de regata são fortemente inspiradas nas instruções e procedimentos de regata do Eurocup 2010 que teve lugar na Hungria.



1 Regras

1.1 As regatas são regidas por regras tipo ISAF 2009-2012+ Apêndice E (RRV). por estas instruções padrão, pelas regras internacionais da Classe e pelo Heat Management System (HMS 2007) caso se use várias frotas. Adicionalmente é possível a organização de alguma prova em que pelas suas características seja mais adequado um sistema de frotas como o “Ouro e Prata”

1.2 As regatas de MM são divertidas e é esperado de todos os velejadores um comportamento saudável, cavalheiro e desportista durante todos os momentos.

1.3 É responsabilidade de todos os velejadores evitar colisões.

1.4 Qualquer barco que infrinja as regras deve fazer uma penalização de 360º ( Uma viragem por davante e uma em roda ou vice versa).

No entanto, um contacto menor em que nenhum barco foi prejudicado pode ser ignorado caso o barco que sofreu a infracção entenda que ambos os barcos podem continuar sem necessidade de uma penalização.

A regata é regida pelo principio básico do desportivismo. É difícil definir “um contacto menor” mas um barco não deve ser significativamente prejudicado pela acção fora das regras de outro competidor. Dessa forma, em caso de dúvida, o barco infractor deve penalizar sem que tal lhe seja pedido. O objectivo é termos regatas divertidas, amigáveis e justas.

1.5 È aplicado o Apêndice A (Parents) destas instruções de regata.

Protestos – Aplica-se o Apêndice A destas instruções de regata. Isto substitui a parte 5 e Apêndice E das RRV .

1.6 Espaço à Bóia (Regras 18).
Todas as referências à “Zona” devem ser consideradas de 6 comprimentos de casco (Aproximadamente 3 metros)

O MM é apenas um pequeno barco mas uma zona de 6 comprimentos ainda proporciona tempo suficiente para decidir se existe um sobreladeamento, ou não, e se for caso disso tomar as acções necessárias para evitar uma colisão.

1.7 O casco ou aparelho do MicroMagic podem tocar nas bóias do percurso tendo as mesmas de ser rondadas pelo lado correcto de acordo com o estabelecido no quadro de percurso.

À distancia é fácil verificar se o barco rondou a bóia pelo lado correcto. No entanto pode ser difícil verificar se ocorreu ou não um pequeno contacto com a bóia. È mais fácil para os competidores, juízes e Parents permitir que se toque nas bóias uma vez que isso até só atrasa o barco em questão.

1.8 A Regra E4.4 (Penalizações por infringir uma regra da parte 2) é alterada para:

De acordo com a regra 44 a penalização deve ser de 360º. ( Uma viragem por d’avante e uma viragem em roda ou vice versa)

No entanto, se um barco não penalizar voluntariamente por infringir uma regra da 2º parte e um parent/juiz tiver de atribuir uma penalização, esta será no mínimo de 2 voltas (720º). O número de voltas será indicado verbalmente pelo parent quando anunciada a penalização.

O não cumprir de uma penalização dada por um parent levará a que o barco em questão seja desclassificado dessa regata.

Caso o barco infractor deseje penalizar voluntariamente mas tal seja impossível no imediato, por poder prejudicar outros barcos ou ter um obstáculo que o impeça, o mesmo deve anunciar que pretende efectuar essa penalização assim que possível. Caso contrário poderá infligir numa penalização maior caso o parent anuncie a penalização.

No caso de uma infracção muito grave ou uma infracção que beneficie claramente o infractor o Parent pode entender que a penalização a cumprir seja superior a 360º mesmo que o barco a faça voluntariamente.

2 Regras da Classe

2.1 Todos os barcos têm de estar de acordo com as Regras internacionais de Regata:
http://www.micromagic.info/MMI_rule.pdf
Considera-se a seguinte adição: Trabalhar na borda do casco de um MK1 para a tornar mais afiada é possível desde que não exista um ganho significativo na linha de água +/- 2mm.

É da responsabilidade de cada velejador verificar se o seu barco está de acordo com as regras durante todos os momentos de uma regata.

2.2 Cada competidor só pode usar um patilhão e um leme durante toda a prova. Excepções são permitidas em caso de danos demonstráveis. (Em provas de treino (amigáveis) esta limitação pode não se verificar)

2.3 Qualquer barco está sujeito a ser examinado para verificar se está de acordo com as regras.

2.4 Se existir um conflito entre línguas (das regras) prevalece o inglês.

2.5 Quando existirem dúvidas se um barco cumpre ou não com as regras os Parents podem levar o assunto a votação entre todos os competidores de forma a decidir se o barco pode competir ou não.
Quando 2/3 da frota votar SIM o barco pode competir. Caso contrário deve ser modificado ou retirar-se.

2.6 Identificação de Vela: As regras de classe do MMI substituem a E6 das RRV

3 Alertas aos competidores:
Os alertas aos competidores (Notices) serão colocadas no quadro oficial da prova no centro da prova

4 Alterações às instruções de Regata
Quais alterações deverão ser colocadas antes do inicio das regatas desse dia

5 Sinalizações em terra
Todos os sinais serão feitos a partir do centro da prova

6 Calendário das Regatas

7 Bandeiras da Classe – não se aplicam

8 Área de Regata – os velejadores serão informados da mesma durante a reunião (Briefing) com os velejadores.

9 Os Percursos
Os percursos são mostrados no Quadro Oficial da Prova no centro da regata

Durante uma regata, em caso de encurtamento do percurso, o mesmo será verbalmente indicado pelo Parent tendo a nova linha de chegada ser indicada antes do barco líder completar a perna anterior à da nova linha de chegada.

10 Bóias
( Ver percursos)

11 A Largada
11.1 As regatas começam de acordo com a regra 26 de acordo com a emenda E3.5

11.2 O Comité de Regata faz o aviso de regata e número de Frota seguindo uma contagem decrescente de um ou dois minutos para a largada. Em caso de regata por frotas os números de vela da regata a ser disputada aparecerão no Quadro Oficial da Prova. Só para as regatas 1 e 2 haverá uma chamada oral dos barcos que vão disputar a regata seguinte. Daí em diante os números de vela são apenas colocados no Quadro Oficial da Prova. É responsabilidade dos velejadores largar na regata a que pertencem. Em caso de não largarem na regata correcta terão um resultado de DNS sem base para Reparação.

11.3 È obrigatório o silêncio após uma largada até o Parent indicar se a mesma foi limpa ou não.

12 A chegada
Ver Quadro Oficial da Prova.

13 Limite de Tempo
OS barcos que não conseguirem chegar nos 5 minutos seguintes à chegada do primeiro barco terão a classificação de DNS (Did Not Finish). Isto altera a regra 35, A5 e HMS

Isto não se aplica à regata 1 caso se aplique o sistema de Frotas HMS onde não existe limite de tempo.

14 Comportamento e Atitude dos competidores
OS protestos não são permitidos. Qualquer disputa por resolver após o fim da regata será tratada por um Parent, de acordo com o Apêndice A. Isto substitui a parte 5 e E5 das RRV.

Por favor resolvam todos os casos na água de forma a que a prova corra o melhor possível . Os casos resolvidos após o fim da regata podem originar classificações DSQ. É muito melhor cumprir uma penalização de 360º durante a regata.

15 Pontuação:
15.1 Aplica-se o sistema de pontuação baixa. Em caso de uso de mais que uma frota aplica-se o sistema HMS (HMS2007).
15.2 Existe um descarte por cada 5 regatas

16 Isenção de responsabilidade
OS competidores participam na prova inteiramente à sua própria responsabilidade. Ver regra 4, Decisão de Competir - A Organização ou qualquer outra entidade envolvida na organização da Prova não aceitarão qualquer responsabilidade por qualquer perca, dano, ferimento, material ou humano ocorrido antes, durante ou após a prova.

17 Será da responsabilidade de cada participante, se assim o entender, proceder a um seguro para a prova.



Apêndice A

O sistema dos Parents nas provas de MicroMagic


A1 Definições

A1.1 Usamos o termo “Parent” em vez de Juiz ou Arbitro.
Em grande parte a prova é auto governada pelos competidores. Se todos os competidores respeitarem as regras e penalizarem voluntariamente quando necessário o Parent apenas observará a regata e concentrará a sua atenção na observação da boa conduta dos competidores.

Existirá pelo menos um Parent por prova. Em algumas provas é possível que o lugar de parent seja rotativo entre os participantes.

Em provas oficiais é bom que existam no mínimo dois Parents.

A2 Actuação Autorizada de um Parent

A2.1 Um Parent pode impor uma penalização a quem entender ser apropriado de acordo com a situação e de acordo com a necessidade de manter um bom ambiente na prova.

A2.2 Um Parent tem o direito de atribuir uma penalização que entenda apropriada de no mínimo de duas voltas (720º). São válidas penalizações como a desclassificação, reparação ou expulsão de um competidor.

A2.3 Um parent, ou qualquer competidor, pode informar um barco, em qualquer momento, quando este não tiver seguido o percurso certo.

Segundo as RRV isto pode ser chamado “Assistência externa” e não ser permitido. Ao permitir que esta chamada seja feita o MMI considera-a como “informação livre para todos os competidores”.

A2.4 As queixas de um competidor podem ser tratadas por um Parent.

A2.5 A decisão de um parent é final e não é sujeita a apelo.

A3 Protestos

A3.1 Os Protestos não são permitidos. Isto substitui a parte 5 e E5 das RRV.


Revisão 0.1

_________________ MicroMagic PT
De MicromagicPT

Admin
Admin

Mensagens : 73
Data de inscrição : 19/09/2010

Ver perfil do usuário http://micromagicpt.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum